Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \30\UTC 2008

janta.

Letra linda, melodia encantadora. Meu cantor preferido, desde sempre. Menos para o gosto por mulheres. Mallu Magalhaes, 16, garota precoce. Em dois sentidos: musica e romance (?).

Ate que ponto romance? Quem sou eu pra julgar o que os dois tao vivendo.. Mas eh no minino estranho essa uniao lirica-conjugal sem verde de maduro no meio. Os meus dezesseis foram aflorados tbm.. primeiro amor, definicao dos gostos, dos medos… Achava que era madura, alias, a gente sempre acha ate crescer mais um pouquinho e ver que nao somos. (Credo! Parece ate dona Mariane falando). Como a mesma diz, aos 16 nem tinha tirado a fralda. Sera que Magalhaes ja tirou? Camelo, no minimo, esta ajudando.

Nao eh por 14 anos de diferenca. Quem me conhece sabe que isso nao eh problema quando os dois tao em fases, pelo menos parecidas. Soh eh mesmo pelo fato que ai, os niveis nao estao iguais.. parece ate que a cancao se faz sonora, mas a melodia nao encaixa. Falta uma nota, duas, tres, quatro…

Vai saber ate que ponto tambem que essa historia dos dois eh veridica. Afinal, sabemos o que eh a manipulacao das midias ( e da-lhe Curtiss, Carminatti, etc).

Voltando ao principio, quem sou eu pra definir se eh ou nao romance; se vai ou nao pra mesa de jantar a luz de velas com um anel na sobremesa.

“Eu quis te conhecer mas tenho que aceitar
caberá ao nosso amor o eterno ou o não dá
pode ser cruel a eternidade
eu ando em frente por sentir vontade

Eu quis te convencer mas chega de insistir
caberá ao nosso amor por o que há de vir
pode ser a eternidade má
caminho em frente pra sentir saudade

Paper clips and crayons in my bed
everybody thinks that I’m sad
I take my ride in melodies and bees and birds
will hear my words
will be both us and you and them together
I can forget about myself trying to be everybody else
I feel allright that we can go away
and please my day
I’ll let you stay with me if you surrender

Anúncios

Read Full Post »

amado.

A pergunta que nao quer calar.

O meu amado veio e ja se foi. Veio de novo, e se foi. Cade ele que nao volta mais?
Depois de tantas pedradas, tanto coracao ao vento, acho que o amado pode ficar de escanteio por um tempo. Ele espera um pouco. Eu espero muito.
Por quanto tempo eu nao sei. Se voltar depois do carnaval, pra mim ta otimo. E pq nao ser um daqueles folioes apaixonados? Quem sabe? Meu unico desejo eh que seja da Ilha.

Ilha pequena, que eu tento fugir toda semana, mas que eu aprecio. Sei que nao foi feita pra mim, pois vejo coisas maiores, pessoas maiores e em maior peso tambem.

Enfim, o amado pode demorar mais. E se eu nao vejo futuro na Ilha, ele tbm nao precisa morar nela. hahahah
Confusoes a parte, eu soh sei que eu espero. Nao importa a data, o local e muito menos o horario. Sou sem rotina, sem sono, sem quase tudo.

“Quero dancar com voceee..” Seja voce quem for.

Read Full Post »

O objetivo do blog? Desabafar sobre os meus pensamentos, as minhas perguntas, os meus delirios e devaneios. Mas um desabafo as vezes soa tao preto e branco… Entao resolvi dar mais vida aos meus dilemas cotidianos e colori-los nem que seja por um minuto.

Afinal,

“Eu ando pelo mundo prestando atenção
Em cores que eu não sei o nome
Cores de Almodóvar

Cores de Frida Kahlo, cores”.

ps: A falta de acento sera constante, pois vivo com preguica de configurar o teclado. hehehe

Read Full Post »