Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \31\UTC 2009

Fiquei revoltada porque nunca tive um amor de verao. hahahaha
Na verdade, uma paixao de verao. Meus amores, no passado, eram resumidos em um so’. E antes dele, nao tive nenhum verao que pudesse fazer um “UAU,QUE VERAO! QUERO TUDO DE NOVO.” Nao. Isso nunca aconteceu comigo. Os meus unicos veraneios solteira, depois do amor que ja me referi, foram 2008 e 2009. O primeiro, na verdade, foi um inverno trabalhador e sem nenhum romance. Alguns mocinhos ate apareceram para contar um pouco de historia, mas nada que pudesse chamar de paixao de gelo, nesse caso. Ja neste ano… que eu tinha uma esperanca de encontrar alguem de outro estado pra ser entitulado de paixao de verao… cade?! cadeeeeeeee?????

O verao daqui a pouco acaba. Minhas viagens tambem. Os turistas somem de Vitoria, a cidade do lazer, diga-se de passagem (HA-HA-HA), e o meu summer love vai pro espaco por mais um ano. Mas em compensacao, tenho muita sorte em arranjar paixoes em estacoes distintas. Principalmente, na primavera. Tem epoca mais linda pra isso? Alias, primavera vem do latim – primo vere – que significa, no começo do verão. AEEEEEEE!!!

Ja que a maioria das pessoas ja teve um amor de verao, e eu nao, tenho o direito de ter todos os amores possiveis no mes das flores, para abrir o verao com chave de ouro! hauhauahauhau Belo pensamento! Mas pelo menos eu achei uma saida pro meu dilema do dia.

Coisa boba.. :)

Anúncios

Read Full Post »

Dizem que sao experiencias de imaginacao do inconsciente; tem significados e sao diferenciados em tipos.
Ja sonhei com diversas coisas que realmente aconteceram 1 dia depois, mas a maioria dos meus sonhos, sao sem sentido algum, pelo menos, sem serem detalhadamente analisados. Quem sabe Freud, que os define como a “realizacao dos desejos”, explique-os.

Hoje, por exemplo, acho que dormi tanto, que o sonho nao teve logica. Normalmente, se parecem com filmes. Alguns tem historias que se tornariam recordes de bilheteria. Outros, sao quebrados, nao tem ordem cronologica.

O de hoje contou com a ilustre presenca de Selton Mello no aeroporto, junto a todos os meus amigos que estao na terra do Tio Sam; uma menina desconhecida mostrando a alianca de noivado e esfregando na minha cara, dentro de um banheiro; meus amigos comprando boias em formato de refrigerante; telefonemas estranhos e com resultados ja previstos, mas malquistos; amigas rindo das minha cara de pau; e nao lembro de mais nada.

Bem, com ou sem sentido, por mais diferentes que sejam, nao tenho duvidas que transmitem o que ja pensei e talvez, pense ate hoje. Se transmitem ou nao o futuro, pelo menos em algumas partes, daqui ha alguns dias, meses, anos, caso ainda lembre dos mesmos, venho a entende-los. Se nao, foi apenas mais um sonho.

Read Full Post »

Ctrl + z

Resolver, decidir. Parar de escutar, ver e lembrar. De sentar, deitar e lembrar. Parar de gostar.
Olhar. So’ para mim. Preciso de tempo. Mas nao desejo esse tempo. Nao quero.
Voltar. Voltar e voltar. Preciso de um comeco. E de um final. Feliz. Pra mim. Por mim.
Chuva. Sunday Morning. Lounge. Vodka. Almofadas. Etc.

Hoje mais do que nunca. I need to go back. Ctrl + z. Entender o que preciso.
Pronto. Vai um ponto. E a certeza de que o verde e’ dele. Meu ainda nao. Talvez nunca.

Read Full Post »

mais tarde.

pode ser até do corpo se entregar mais tarde
parece simples mas a gente às vezes é
e o amor é lindo deixo
tudo que quiser eu não me queixo em ser
acho normal ver a vida feito faz o mar num grão de areia
é de se entregar a sorte e todo mundo vai saber em verque o vai e vem pode ser eterno
pra ver quem manda
acho que não vai dar tô cansado demais
vou ver a vida a pé
acho normal tá no mundo feito faz o mar num grão de areia

show do Marcelo Camelo, aqui em Vitoria, dia 28 de marco. :)

Read Full Post »

Fiquei dois dias bem estressada e o pior de tudo eh que nem eu mesma sabia o motivo. Logico que coisinhas bem chatas aconteceram, mas nada que nao tivesse jeito. Tudo soh voltou ao normal depois de um telefonema, contudo, tive ainda um momento de paz quando, de madrugada, vi Circo do Edgard, com Wagner Moura. Fenomenal! Eu nao sabia nada da vida dele e descobri que alem de um otimo ator baiano (hehehe), ainda eh cantor de uma banda chamada Sua mae.

no programa.

no programa.

Entao, fica ai a dica de uma banda super legaaal. hahahaha

Read Full Post »

Há algumas horas estava feliz e contente vendo “O curioso caso de Benjamin Button” ( depois comentarei sobre o filme), e recebo a ligação do meu pai: ” Julia, teve um tiroteio ai no shopping e 3 pessoas foram feridas. Nao sai dai agora.”

Continuei vendo o filme até que quando o mesmo acaba e eu estava crente que ia comer um super hambúrguer do Mc Donald’s, eis que surge um funcionário do Cinemark e relata o que aconteceu naquele estabelecimento comercial. Diz a mesma coisa que meu querido daddy, porém, aconselhou-nos a ficar na sala de cimena, pois estava muito tumulto lá fora.

Até então, eu ainda estava calma. Mas quando, lá de cima, da última fileira de cadeiras, vejo as pessoas correndo pra dentro da sala, gritando e se jogando no chão, começou o desespero.

Não era nada. Ninguém entrou na sala com uma metralhadora, como eu já estava imaginando. As pessoas estavam realmente desesperadas e sem saber o que fazer e nem pra onde ir. Não sabiam se continuavam ali sentadas ou iam embora.

Eu e minha amiga resolvemos esperar mais um tempo para ver se a poeira baixava e enquanto isso, conheci um casal muito simpático . Que hora pra conhecer gente, né?! E reencontrei uma pessoa muito querida que estava chegando para assistir a outra sessão do filme. No meio de toda a confusão, o cinema ainda não tinha parado de vender ingressos, mas em questão de segundos, disse que o longa em que Brad Pritt está espetacular (!!), não seria mais transmitido. Essa pessoa querida que encontrei estava muito nervosa, assim como todos, pois não sabia ainda o que tinha acontecido, visto que só tinha ido ver um filme e se viu no meio de um acabado/inacabado (não se sabia naquela hora) tiroteio.

Depois de todo o nervosismo e rumores de uma nova troca de tiros, resolvemos sair do cinema. Dei até “entrevista” para um jornalista e soube que outro tiroteio tinha mesmo ocorrido, dessa vez, nas Lojas Americanas. Mas não sei até que ponto isso é ou não verdade.

Fui pagar o estacionamento do shopping, que ainda não tinha sido liberado, mas me dei bem e paguei só R$ 2,00. Ao chegar no carro, o bonitinho resolveu não pegar. Ficamos, eu e minha amiga, suando de nervoso até ele dar a partida, depois de uns 7 minutos. E na hora da aflição, os minutos parecem eternos.

Enfim, saímos, salvas e com o coração acelerado. A polícia ainda estava por lá, junto com as ambulâncias e uma enorme quantidade de repórteres.

Dois seguranças da Prosegur morreram e pelo que eu saiba, 2 pessoas que estavam no estabelecimento, ficaram feridas.

É, realmente, a primeira vez a gente nunca esquece.

Obs: Nesse post não  parei para criticar a segurança do shopping, isso fica por conta de vocês.

Read Full Post »

Monstruosidade.

De onde ele veio?

De um ventre de mulher,

ou de um feixe de gussanos nervosos,

que nem o fundo da terra o quer?

Veio sem dúvida,

da incognita gruta de uma matéria bruta,

que não tem nome nem “ser”.

Ou talvez de uma anomalia:

encéfalo igual a pernas,

sexo igual a cabeça,

que desintegradas acresçam do destino uma “ironia”.

Poesia escrita em 1976 por Tiburtina Ferreira de Araújo Santana, minha avó. Sei a quem foi dedicada, mas é melhor deixar em segredo por aqui.

Read Full Post »

Older Posts »